quarta-feira, 21 de setembro de 2016

Se eu Ficar - Opinião


Título Original: If I Stay
Autor: Gayle Forman
Nº de páginas: 216
Editora: Editorial Presença
Preço: 13,90€

Sinopse: Naquela manhã de Fevereiro, quando Mia, uma adolescente de dezassete anos, acorda, as suas preocupações giram à volta de decisões normais para uma rapariga da sua idade: permanecer junto da família, do namorado e dos amigos ou deixar tudo e ir para Nova Iorque para se dedicar à sua verdadeira paixão, a música. É então que ela e a família resolvem ir dar um passeio de carro depois do pequeno-almoço e, numa questão de segundos, um grave acidente rouba-lhe todas as escolhas.
À medida que os paramédicos a transportam dos destroços quase irreconhecíveis do automóvel para o hospital e a tentam reanimar, Mia nada mais pode fazer senão observar toda a cena, de fora do seu corpo. Nas vinte e quatro horas que se seguem e que para ela talvez sejam as últimas, a jovem avalia o passado, pondera sobre o que é verdadeiramente importante e, confrontada com o que dá sentido à vida, tem de tomar a decisão mais difícil de todas.

Opinião: Mesmo antes de ler o livro vi o filme ( a verdade é que não me consigo lembrar de quase nada). Sei que gostei muito e que achei logo que o livro seria ainda melhor.
Quando comecei a ler estranhei o facto de o livro não ter capítulos e que está escrito entre o passado (as recordações da Mia) e o presente (durante todo o dia em que a Mia esteve e está no hospital, em coma, depois de um acidente muito grave de carro, que vitimou a sua família completa).
Se custou apanhar o ritmo do livro? Sim, custou bastante, mas talvez por ter custado desta forma e por nunca ter lido um livro como este acabei por adorar. A sua narrativa distinta acaba por dar uma vida diferente ao livro.
Durante a leitura somos envolvidos por vários sentimentos e a história quase que nos engole num mar de emoções, as personagens conseguem passar-nos aquela mensagem de que aquilo que acontece é muito real e que acaba por se passar todos os dias nos hospitais de todo o mundo.
Uma das minhas cenas preferidas é quando a Mia percebe depois de ouvir a enfermeira a falar, e no fim quando Adam (o seu namorado) está ao lado dela e começa a chorar, que é ela, ou o seu espírito/alma que decide se fica ou se vai (se morre ou vive).
A descrição muito bem pormenorizada de tudo o que acontece depois de um acidente, quando a ambulância e os paramédicos chegam ao local e depois o ambiente hospitalar, e a forma super rápida que os médicos e enfermeiras actuam quando existe alguma emergência ou algo realmente grave durante o internamento na UCI. Uma realidade que apesar de ser constante em todo o mundo não é conhecida por todos.
Um livro que recomendo e que acho que qualquer jovem ou adulto devem ler.

A minha avaliação é 4****

A vossa Gothic Clare 

Enviar um comentário